• Cenagri Jr.

O crescimento do controle Biológico no Brasil

A alta demanda por alimentos no país e no mundo fez com que o plantio e a produção agrícola aumentassem, porem junto disso ocorreu o aumento de pragas nas lavouras, com isso foi utilizado técnicas e métodos de defesa, dentre esses métodos foi utilizado em grande escala defensivos químicos, e como resultado algumas espécies se tornaram resistente aos insumos. Uma solução para isso foi a retomada de práticas como o controle biológico.

Os inimigos naturais, que são os agentes utilizados no controle biológico de pragas, são provenientes de diversas classes de organismos e incluem predadores, parasitoides e patógenos.

Existem diferentes tipos de controle biológicos, o controle biológico clássico consiste na importação e colonização de parasitoides ou predadores, visando ao controle de pragas exóticas (eventualmente nativas). De maneira geral, as liberações para esse caso eram (ou são) inoculativas(com liberação de pequeno número de insetos) (Gallo et al., 2002).

o controle biológico natural refere-se ao controle biológico que ocorre naturalmente nos diferentes agros ecossistemas. Esse tipo de controle é observado sempre que o ambiente não é impactado por práticas culturais errôneas. Por outro lado, pode ser favorecido quando práticas agronômicas são realizadas no intuito de conservar os inimigos naturais presentes ou quando se utilizam agrotóxicos seletivos no manejo integrado de pragas (MIP) (Bueno et al. 2012).

Controle biológico aplicado (CBA)Trata-se de liberações inundativas de parasitoides ou predadores, após a criação massal em laboratório, visando a redução rápida da população da praga para seu nível de equilíbrio. Esse tipo de controle biológico é bem aceito pelo usuário, pois tem um tipo de ação rápida, muito semelhante à de inseticidas convencionais (Parra et al., 2002a).

O controle biológico nas culturas.

Muitas pesquisas já foram feitas ao decorrer dos anos para se estabelecer os inimigos naturais das pragas, e hoje algumas culturas já tem suas principais pragas controlados. Na cana-de-açúcar o controle da broca da cana é feito através do parasitoide larval Cotesia flavipes e o parasitoide de ovos Trichogramma galloi. Na soja é utilizado o parasitoide Trissolcus basalis para os percevejos do tipo fitófagos e o baculovirus anticarsia para a lagarta da soja. Utiliza-se o Bacilus thungiensis para controlar lagartas da desfolha em diferentes culturas.

 

Fontes:

https://bityli.com/XTKrf

https://bityli.com/nkmbY

https://bityli.com/hBIiq



 

“Gostou desse conteúdo e tem interesse em saber mais sobre o tema, alternativas para essas situações ou precisa de ajuda com sua lavoura? Entre em contato com nossa empresa, temos o projeto ideal para sua realidade! Fone: (14) 9 9624-9393”


  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Instagram Preto
  • LinkedIn - Black Circle
contato-whatsapp-cenagrijr-consultoria-agricola.png