• Cenagri Jr.

Cultura do Amendoim

Atualizado: Out 7

O amendoim tem seu centro de origem na América do Sul, com o gênero possuindo cerca de 80 espécies descritas e se trata de uma cultura que já era cultivada pelas populações indígenas muito antes da chegada dos europeus no final do século 15. Refere-se a uma leguminosa em que suas vagens ficam debaixo do solo, diferente das demais. E tendo a espécie cultivada para grão (Arachis hypogaea, L.) que também pode ser utilizada como forragem e grande parte das suas cascas são destinadas à comercialização de biomassa para as empresas sucroalcooleiras.


O fruto do amendoim é rico em óleos, proteínas e vitaminas, sendo um alimento altamente nutritivo. Seu principal meio de consumo é através dos grãos, além da farinha que é altamente proteica e possui uma vasta gama de utilizações, tanto em salgados quanto em doces e seu óleo possui qualidade superior ao de oliva, sendo rico em vitamina E.





A planta foi dispersada por todo globo e atualmente o país com a maior produção é a China chegando a 16 685 915 toneladas por ano. No Brasil a produção da cultura estava em forte decadência até meados da década de 90, com baixa produtividade, falta de tecnologia e mão de obra, onde os manejos e colheitas eram em sua maioria realizados manualmente e com tração animal. Outro ponto importante para o declínio na produção foi a presença de contaminação por aflatoxina, que é potencialmente prejudicial para a saúde humana, devido ao seu efeito cancerígeno. Sua presença é resultante de falhas no controle de umidade e temperatura durante toda a cadeia produtiva, condições estas, favoráveis para o desenvolvimento de fungos toxigênicos como: Aspergillus flavus e A. parasiticus. Para comercialização da cultura é permitido somente a presença de 20 µg kg-1 de aflatoxinas. Acometendo-se níveis mais rigorosos para a comercialização internacional.


Esse panorama mudou com a implementação de três modificações tecnológicas que renovaram a produção de amendoim no Brasil: variedades mais produtivas, colheita mecanizada e secadores pós-colheita (acabando com o problema da aflatoxina).Nesse momento surgiram as cooperativas, que foram essenciais para que os produtores beneficiassem sua produção, secando o amendoim e realizando um armazenamento adequado.


Atualmente o estado de São Paulo é responsável por 80 a 90% da produção de amendoim do país. Ao adotar essas novas tecnologias gerou um aumento na produção, como na qualidade dos grãos, elevando a valorização da cultura. Tornando o país o décimo primeiro produtor e o quinto maior exportador, alcançando a safra recorde no ano de 2020, sendo só no estado de São Paulo a produção de 602,9 mil toneladas com o crescimento de 29% comparado ao ano de 2019.


Referências:

Suassuna, T. M. F. Sistema de Produção de Amendoim. Sistema de Produção Embrapa, 2014. Disponível em: <https://bit.ly/3abqLwM>


Rocha, C. "Amendoim Brasileiro: cenário 2020", Samtraco, 2020. Disponível: <https://bit.ly/3d8hhEn>


Sampaio, R. M. "Amendoim: exportações em alta frente às expectativas construídas pela pandemia". Revista Canavieiros, julho de 2020. Disponível em: <http://bit.ly/3pcknJS>


Cais, C. "Produtividade e preço animam produtores de amendoim". Diário da Região, outubro 2020. Disponível em: <http://bit.ly/3pc66gu>


TV Cultura. Produção de amendoim registra 12% de aumento ao ano, junho de 2019. Disponível em: <http://bit.ly/3pg0Rfw>

Gostou desse conteúdo e tem interesse em mais informações ou precisa de ajuda com sua lavoura?

Entre em contato com nossa empresa, temos o projeto ideal para sua realidade!

Fone: (11) 9 7024-1811



  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Instagram Preto
  • LinkedIn - Black Circle
contato-whatsapp-cenagrijr-consultoria-agricola.png